RESERVE ONLINE AGORA!

( Adults Only )

Se deseja alterar a sua reserva, por favor clique no botão abaixo.
Alterar a Minha Reserva

Cultura

/util/imgLoader.ashx?img=/upload_files/client_id_2/website_id_2/Pontos_de_interesse/Cultura1.jpg

Com aproximadamente 140 km² e mais de 30.000 habitantes, Albufeira é cidade e concelho localizado no litoral sul de Portugal e fazendo parte do distrito de Faro e da região do Algarve. Convidamo-lo a conhecer um pouco da sua história, dos seus monumentos, das suas freguesias, do seu povo e dos seus costumes.

O lugar que conhecemos hoje como Albufeira, não é apenas a capital do turismo em Portugal, é também um local carregado de história com indícios de presença humana que remontam já ao período neolítico e à idade do bronze.

 

  • Torre do Relógio - Ex-líbris da cidade
Encontra-se na Rua Bernardino de Sousa e é parte de um edifício que foi usado como prisão até o século XIX e transformado depois em centro de saúde, estando em funcionamento até o final do século XX. Possui uma coroa de ferro que sustenta o sino das horas e é o ponto mais alto na paisagem da cidade.

 
  • Igreja Matriz
Foi construída no século XVIII, para substituir a anterior, que ruiu com o terramoto de 1755. Situa-se na Rua da Igreja Nova. De estilo neoclássico, possui a Cruz de Aviz, símbolo da ordem religiosa e militar a que pertenceu Albufeira, sobre o arco da porta principal.

 
  • Torre Sineira
É parte integrante da Igreja Matriz e foi construída em 1869. Tem um carrilhão de oito sinos mas, para o ver, os visitantes têm de chegar ao topo da torre, com 28 metros de altura, subindo uma escadaria de 70 degraus.

 
  • Capela da Misericórdia
Era uma mesquita árabe, que foi transformada em capela em 1499, durante o reinado da Rainha D.ª Leonor. Nela encontram-se algumas figuras de santos, de traços góticos. Está na Rua Henrique Calado.

 
  • Igreja de Sant'Ana 
Encontra-se no Largo Jacinto d'Ayet, foi construída no século XVIII, e tem uma fachada de traços árabes. Na Capela Mor encontra-se um retábulo em madeira, possivelmente da autoria dos mestres Francisco Xavier Guedelha e João Baptista.

 
  • Arco da Travessa da Igreja Velha
Construído pelos árabes, revela a existência de uma antiga mesquita árabe, que mais tarde viria a ser transformada em igreja cristã e destruída durante o terramoto de 1755. Encontra-se na Travessa da Igreja Velha.

 
  • Museu Municipal de Arqueologia
Inaugurado em 1999, no antigo edifício da Câmara Municipal, apresenta em exposição permanente peças relacionadas com a história da cidade, desde os tempos pré-históricos, aos períodos romanos e islâmicos e até à actualidade.